skip to Main Content
(21) 99186-5884 contato@neurocienciasaplicadas.com.br
Quem Tem Um Familiar Com Demência Sabe O Quanto Carece De Recursos Para Monitorar E Intervir Nas Mudanças De Comportamentos Disfuncionais Decorrentes Da Doença.

Quem tem um familiar com demência sabe o quanto carece de recursos para monitorar e intervir nas mudanças de comportamentos disfuncionais decorrentes da doença.

Quem tem um familiar com demência sabe o quanto carece de recursos para monitorar e intervir nas mudanças de comportamentos disfuncionais decorrentes da doença. 

Abaixo algumas dicas do INA para você que se sente desassistido desses recursos:

Para compreender essas necessidades é preciso entender essa pessoa. Por esse motivo é importante considerar: antecedentes dos comportamentos, o tipo de demência, as perdas cognitivas e funcionais associadas, a história da pessoa, a personalidade, as habilidades perdidas e mantidas, interesses, valores, cultura, sexualidade, rotinas, traumas e perspectivas. Essas dimensões analisadas no contexto atual da pessoa com demência permitirão que você faça ajustes comportamentais mais duradouros e com aderência dela.

Lembre-se que essas necessidades não atendidas incluem questões associadas a comorbidade, dor ou desconforto, alteração de humor, déficits cognitivos, auto-eficácia prejudicada, isolamento e tédio. Importante identificar a origem.

 

Ao invés de perceber o comportamento como negativo, ignorar ou reprimir o seu familiar acometido pela demência deve-se pensar que o comportamento dele reflete necessidades não satisfeitas e pode ser o único meio disponível para ele de resoluções de problemas.

 

Caso tenha sido útil essa dica, veja as outras que publicamos anteriormente. 

O INA possui serviços que atendam a você e ao seu familiar com demência.

Nossos telefones são: (21) 3577-3311 e (21) 99186-5884
Estamos localizados na Avenida das Américas, 500, Bloco 6, Sala 315, Shopping Downtown. Barra da Tijuca – RJ. 

Back To Top