skip to Main Content
(21) 99186-5884 contato@neurocienciasaplicadas.com.br
O Metilfenidato Na Neurogênese Do Hipocampo

O metilfenidato na neurogênese do hipocampo

O metilfenidato é um psicoestimulante usado para tratar o Transtorno de Déficit de Atenção. Por outro lado, a neurogênese ocorre ao longo da idade adulta no giro denteado do hipocampo e pode ser alterada por medicamentos psicoativos, como o metilfenidato. 
O estudo recente de Oakes e colaboradores (2018) investigou os efeitos de baixas (1mg/kg) e altas (10mg/kg) doses do medicamento aplicadas na cavidade peritoneal e seu efeito na neurogênese do hipocampo de camundongos após 28 e 56 dias de intervenção. Os principais resultados encontrados foram:
1) O metilfenidato aumentou a neurogênese em ambas as dosagens.
2) A falta de continuidade do tratamento, levou as células recém geradas a não sobreviverem.
3) No tratamento continuado, os neurônios recém gerados sobreviveram apenas nos camundongos que receberam baixas doses de metilfenidato.
Para investigar o mecanismo de tais efeitos acima relacionados, os pesquisadores examinaram os níveis de proteínas ligadas à proliferação celular no hipocampo, incluindo o Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (FNDC), Fator Neurotrófico Derivado da linhagem de células Gliais (FNDG), Fator de Crescimento Endotelial Vascular (FCEV), quinase B de Receptor de Tropomiosina e beta-catenina. Os autores concluíram que o metilfenidato de baixa dose parece aumentar a proliferação celular e a sobrevivência celular no hipocampo e esses efeitos podem ser mediados pelo aumento da FCEV, quinase B de Receptor de Tropomiosina e beta-catenina. De maneira adversa, apesar da dose alta de metilfenidato, inicialmente, possa aumentar a proliferação neuronal, esses neurônicos não sobrevivem a longo prazo, possivelmente devido a diminuição de FCEV, quinase B de Receptor de Tropomiosina e beta-catenina.
O Instituto de Neurociências Aplicadas – INA – é uma instituição privada que tem como objetivo atuar em cinco grandes frentes para conectar os resultados das Pesquisas Científicas em Neurociências às práticas de mercado, desenvolvendo soluções nos campos da educação, saúde, tecnologia aplicada, produção de conteúdo científico e desenvolvimento humano.

FONTE: Oakes, H. V, DeVee, C.E., Farmer, B., Allen, S.A., Hall, A.N., Ensley, T., Medlock, K., Hanley, A., Pond, B.B., 2018. Neurogenesis within the hippocampus after chronic methylphenidate exposure. J. Neural Transm. doi:10.1007/s00702-018-1949-2

Back To Top