skip to Main Content
(21) 99186-5884 contato@neurocienciasaplicadas.com.br
Como Podemos Reconectar As Funções Cognitivas E Motoras?

Como podemos reconectar as funções cognitivas e motoras?

Pensar de forma crítica e integrada dentro desses dois contextos é um desafio, mas atualmente diversos pesquisadores ao redor do mundo vem contribuindo para a compreensão dessa constante interação, buscando elucidar os principais circuitos neurais envolvidos em ambas as funções. Em 2000, estudiosos demonstraram vias e áreas cerebrais compartilhadas em comunicações cortico-subcorticais sendo responsáveis pelos sistemas motores voluntários, movimentos dos olhos, funções executivas, comportamento social e motivação (VITEK; GIROUX, 2000). A figura acima foi retirada de um estudo de 2014 que investigou a relação entre os gânglios da base e seus circuitos complexos envolvendo outras áreas corticais. Os gânglios da base, assim como o cerebelo, foram durante muitos anos vistos como áreas responsáveis apenas por comportamentos motores, entretanto atualmente já se sabe que ambas as estruturas desempenham importantes papéis em funções cognitivas, pois suas projeções e circuitos neurais podem envolver sistemas complexos dentro de processos de aprendizagem. Assim, o estudo busca explorar a hipótese de que há interações cognitivo-motoras que podem esclarecer algumas alterações neurais presentes em transtornos neurocognitivos como TDAH, considerando que é comum se observar disfunções motoras associadas ao transtorno (LEISMAN; BRAUN-BENJAMIN; MELILLO, 2014).

FONTES: 
LEISMAN, G.; BRAUN-BENJAMIN, O.; MELILLO, R. Cognitive-motor interactions of the basal ganglia in development. Frontiers in Systems Neuroscience, v. 8, 2014. 
VITEK, J. L.; GIROUX, M. Physiology of hypokinetic and hyperkinetic movement disorders: model for dyskinesia. Annals of Neurology, v. 47, n. 4 Suppl 1, p. S131-140, abr. 2000.

Back To Top