skip to Main Content
(21) 99186-5884 contato@neurocienciasaplicadas.com.br
Avaliação Do Transtorno Do Espectro Autista – TEA

Avaliação do Transtorno do Espectro Autista – TEA

O estudo de Heinsfeld et al. (2018) investigou os padrões de conectividade funcional cerebrais a partir de um banco de dados mundial conhecido como ABIDE (Autism Brain Imaging Data Exchange) para desvendar os padrões neurais que emergiam das classificações para identificar o TEA
Os resultados do estudo alcançaram 70% de precisão na identificação do TEA (sensibilidade de 74% e especificidade 63%) versus participantes controles no conjunto dos dados. Obtendo até o momento a classificação com melhor índice já alcançado.
Bem, e quais foram os padrões que serviram para a classificação desse índice tão importante no diagnóstico? 
1) Dois conjuntos distintos de áreas subconectadas e altamente conectadas em dados de Imagens de Ressonância Magnética Funcional – IRMf.
2) Maior não-correlação para os indivíduos com TEA no Giro paracingulado, giro supramarginal, giro médio temporal. 
3) Maior correlação para TEA: todas as regiões posteriores do encéfalo (pólo occipital e córtex occipital lateral/divisão superior). 
4) A ruptura anterior-posterior na conectividade.
5) O traço de subconectividade ântero-posterior sustenta a função do cérebro TEA e ajuda a identificar esse grupo. 

Precisando de uma avaliação para o TEA procure o INA!
Ligue e marque uma consulta. 
Nossos telefones são: (21) 3577-3311 e (21) 99186-5884.
Estamos localizados na Avenida das Américas, 500, Bloco 6, Sala 315, Shopping Downtown. Barra da Tijuca – RJ.
Heinsfeld, A.S., Franco, A.R., Craddock, R.C., Buchweitz, A., Meneguzzi, F., 2018. Identification of autism spectrum disorder using deep learning and the ABIDE dataset. NeuroImage Clin. 17, 16–23. doi:10.1016/j.nicl.2017.08.017

Back To Top